Espionagem Blog

Você pode colocar câmeras em um bar?

camaras para restaurante

Você pode colocar câmeras em um restaurante?

A instalação de câmeras de vigilância por vídeo no meu negócio é útil? Claro, ainda mais hoje onde as pessoas sentem cada vez mais a necessidade de serem protegidas tendo em conta o trabalho que fazem. Nesse caso, a instalação de câmeras de vigilância em um bar pode ser muito produtiva, já que é um negócio totalmente vulnerável a um número significativo de riscos que, sem dúvida, as pessoas querem evitar.

Instalação de câmeras no meu negócio, seja bar ou restaurante

A maioria dos bares sempre esteve ao dispor de múltiplos riscos, quer desde a mudança contínua de pessoal, passando por clientes em má coordenação até possíveis furtos que coincidentemente são muito comuns neste tipo de negócio. É por isso mesmo que colocar câmeras em um bar parece ser a ideia mais razoável que alguém pode pensar, seja para cumprir a lei ou os regulamentos pessoais do proprietário.

Legalidade para fiscalizar o pessoal e o local de trabalho em geral

Colocar câmeras em um bar não significa essencialmente fazer o que se quer, pois isso requer uma série de requisitos estipulados em uma lei que permitirá que a instalação de câmeras de vigilância seja totalmente legal.

Num bar, o mais comum é colocar câmaras de vigilância em locais específicos, sendo mais comum em locais abertos, cozinha, perto de cada entrada e perto da caixa, independentemente de qualquer lei de proteção de dados, uma vez que cada negócio reserva o seu direito de entrada.

Câmeras de vigilância como método de segurança

É totalmente evidente que a questão da segurança é algo que preocupa qualquer pessoa, ainda mais quando se trata de um negócio que deve ser protegido tendo em conta os interesses económicos que possa ter. É precisamente por esta razão que a instalação de câmaras de vigilância tem aumentado, mas é totalmente legal colocar câmaras de vigilância em empresas?

O que diz a lei sobre a instalação de câmeras de segurança?

A "Lei Orgânica de proteção de dados pessoais indica o seguinte: as imagens só serão tratadas quando forem adequadas, pertinentes e não excessivas em relação ao alcance e propósitos específicos, legítimos e explícitos que justificaram a instalação das câmeras ou câmeras de vídeo câmeras”, nesse sentido, bastaria apenas a gravação de imagens para fins de vigilância, deixando de lado a gravação de som.

No entanto, existem casos em que esta lei de proteção de dados não se aplica, um deles são as gravações que são feitas em uma atividade privada, mas que está ligada a uma reunião familiar, sendo os casos mais populares casamentos, viagens ou festas infantis. Da mesma forma, os meios de comunicação também estão isentos desta lei, seja no caso de edições periódicas, seja na veiculação de notícias informativas.

Câmeras de vigilância em locais de trabalho

A instalação de câmaras de videovigilância nos centros de trabalho visa especificamente a monitorização do pessoal de obra, podendo ser o controlo de entradas e saídas, que neste caso é o mais popular, controlos de qualidade, controlo de produção, entre outros tipos de vigilância. Esse tipo de prática é uma das poucas que não é legislada, o que a torna mais manipulável.

No entanto, a regulamentação laboral também estabelece o seguinte: "o empregador pode adoptar as medidas de vigilância e controlo que considere mais adequadas para verificar o cumprimento pelo trabalhador das suas obrigações e deveres laborais, tendo na sua adopção e aplicação a devida consideração à sua dignidade humana e levando em consideração a capacidade real dos trabalhadores com deficiência, quando apropriado”.

Como deve ser abordada a videovigilância?

Para considerar o uso de videovigilância, devemos levar em conta duas coisas que são fundamentais, a primeira é que as câmeras de vigilância são instaladas principalmente para medidas preventivas de segurança e a mais comum é seu uso para monitorar o pessoal de segurança. Porém, querer aumentar a segurança de qualquer negócio não abre possibilidades de invasão da privacidade das pessoas.

Tudo isso sem dúvida tem um limite, já que as gravações e imagens não servem para nada. Nesse sentido, devemos deixar bem claro que se você pretende instalar câmeras de videovigilância para medidas de segurança ou para monitorar pessoal, é melhor ficar nessa linha para evitar qualquer tipo de transtorno com a lei.

Ter este tipo de informação nos impedirá, se instalarmos um serviço de vigilância privada, de fazer gravações em locais públicos, opção totalmente proibida por lei. Tendo em conta este tipo de cenários, poderemos contar com um serviço que aumentará consideravelmente a percentagem de segurança que pode existir numa empresa ou local de trabalho.

Recomendação de câmeras espiãs para bares ou restaurantes

Colocar câmeras escondidas em nosso negócio é algo muito eficaz para descobrir o que acontece sem que funcionários, clientes ou fornecedores saibam que estão sendo gravados.

As câmeras de vigilância são vistas, então um funcionário sabe perfeitamente onde estão colocadas e em que ângulos estão focando, então se quiser fazer algo que não deveria, fará em áreas que não são captadas por essas câmeras de vigilância. É aí que as câmeras do espião entrarão em ação.

Aqui fizemos uma seleção de câmeras ideais para locais de trabalho